Prototipagem Eletrônica com Arduino e RaspBerry Pi


Nossas atividades envolvem a formação teórica, cultural e humana pensadas à luz da prática docente, subsidiadas pelos temas relativos as tecnologias envolvidas, através de metodologias para tornar o ambiente escolar mais interativo com a plataforma de prototipagem Arduino (BANZI et al., 2017) com o objetivo de elencar o tipo de Alfabetização Científica alcançada pelos sujeitos envolvidos.


Para isso usamos a literatura que descreve os indicadores de Alfabetização Científica (SASSERON, 2008; SASSERON; CARVALHO, 2014) , em particular as propostas de ensino-aprendizagem que usam das análises sobre a argumentação científica (JIMÉNEZ-ALEIXANDRE; BUGALLO RODRÍGUEZ; DUSCHL, 2000).


Destacamos que o uso da prototipagem eletrônica possibilita uma sólida introdução aos conceitos fundamentais da eletrônica em sala de aula, auxiliando na formação dos conceitos de lógica de programação. O estudo dos conceitos adjacentes ao Arduino têm como função comunicar as ideias da Ciência, mas mudando o foco da passividade, da educação “bancária”, para a educação onde o sujeito se torna ativo, através de atividades interativas e que se tornem significativas.


As atividades integram outras em desenvolvimento dentro do programa LabMóvel: Feiras de Ciências, PIBID, Clubes de Ciência, produção de material científico didático, parceria com o Núcleo de pesquisa e Desenvolvimento de Energia Autossustentável (NPDEAS) (RAMOS; MARIANO, 2008) da UFPR e das ações de pesquisas em monitoramento da “Qualidade do Ar”. Esse último também acontece em parceria com as escolas e professores de Ciências do ensino básico da região litorânea. Todas essas ações têm apoio do curso de Licenciatura em Ciências e buscam promover uma sólida formação inicial ao licenciando incentivando-o a atuar de forma diferenciada quando vir a atuar em sala de aula.


No tocante as pesquisas elas são de caráter metodológico quanti/qualitativo e buscam perceber com os estudantes das escolas envolvidas se apropriam dos conhecimentos advindos das práticas docentes.


Nosso grupo de professores e estudantes têm desenvolvido atividades com a prototipagem eletrônica no laboratório 4 da UFPR setor Litoral.


Sob o tema da “Educação ambiental e a formação de professores” temos trabalhado com os estudantes e professores da rede pública do litoral do Paraná.


Dentre as ações desenvolvidas ou em desenvolvimento temos:

  • Em parceria com o Núcleo de Pesquisa e Desenvolvimento de Energia Autossustentável (NPDEAS (http://npdeas.blogspot.com.br/) da UFPR em Curitiba estamos em processo de montagem de um aplicativo para acompanhamento dos dados em tempo real. Dessa forma teremos o acesso via Play Store do software que lerá os dados da estação meteorológica. Isso possibilitará o uso extensivo das estações meteorológicas.

  • Em parceria com as escolas de Paranaguá – PR onde as estações meteorológicas estão em processo de instalação, a saber: Colégio Estadual Alberto Gomes Veiga (código INEPE 41140370), Colégio Estadual Bento Munhoz da Rocha Neto (código INEPE 41140494), Colégio Estadual Professor Carmen Costa Adriano (código INEPE 41140524), Colégio Estadual Cidalia Rebelo Gomes (código INEPE 41140567), Colégio Estadual Estados Unidos da America (código INEPE 41140621), Colégio Estadual Faria Sobrinho (código INEPE 41140664), Colégio Estadual Maria de L H Morozowski (código INEPE 41366611), Colégio Estadual Professor Vidal Vanhoni (código INEPE 41366620) e Colégio Estadual Professora Zilah dos S Batista (código INEPE 41141288), acredita-se que haverá impacto social educacional e que poderá conscientizar a proteção do meio ambiente por meio da cidadania científica (citizen science) (ROY et al., 2012).

  • Parceria com o Colégio Gabriel de Lara em Matinhos – PR com o professor Gerson Cesar Grobe de Miranda.

  • Parceria com o prof. Marcel Cunha na Escola Roque Vernalha em Paranaguá.


Estudantes envolvidos:

  • 2018/2019:

    • Lucas Raoni Prado de Farias: estudante que substitui a Aline Siqueira Ramos com bolsa de iniciação cientifica (IC) de 01/05/2019 a 31/07/2019. Título do Plano de Trabalho: Educação Ambiental e a Formação de Professores: estudo sobre os impactos da prototipagem eletrônica e os argumentos científicos.

    • Aline Siqueira Ramos: estudante com bolsa de iniciação cientifica (IC) de 01/08/2018 a 31/04/2019. Título do Plano de Trabalho: Educação Ambiental e a Formação de Professores: estudo sobre os impactos da prototipagem eletrônica e os argumentos científicos.

    • Henrique Oliveira de Freitas: estudante bolsista Licenciar. Título do Projeto: A Formação Extra Curricular Através do uso da Plataforma Arduino. Até abril de 2019.

    • Bruna Manoela da Silva Conceição: estudante bolsista Licenciar. Título do Projeto: A Formação Extra Curricular Através do uso da Plataforma Arduino. Até abril de 2019.

  • 2017:

    • Lucas Raoni Prado de Farias: estudante bolsista Licenciar em 2017. Título do Projeto: A Formação Extra Curricular Através do uso da Plataforma Arduino.

    • Henrique Oliveira de Freitas: estudante voluntário Licenciar em 2017. Título do Projeto: A Formação Extra Curricular Através do uso da Plataforma Arduino.


Algumas referências:

BANZI, M. et al. Arduino. Disponível em: <https://www.arduino.cc/>. Acesso em: 18 mar. 2017.

JIMÉNEZ-ALEIXANDRE, M. P.; BUGALLO RODRÍGUEZ, A.; DUSCHL, R. A. “Doing the Lesson” or “Doing Science”: Argument in High School Genetics. Science Education, v. 84, n. 6, p. 757–792, 1 nov. 2000. Disponível em: <http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1002/1098-237X(200011)84:6<757::AID-SCE5>3.0.CO;2-F/abstract>. Acesso em: 7 mar. 2018.

RAMOS, L. P.; MARIANO, A. B. Núcleo de PD de Energia Autossutentável. Disponível em: <http://npdeas.blogspot.com/>. Acesso em: 1 jun. 2017.

SASSERON, L. H. Alfabetização Científica no Ensino Fundamental: Estrutura e Indicadores deste processo em sala de aula. 2008. Universidade de São Paulo, São Paulo, 2008. Disponível em: <http://moodle.stoa.usp.br/file.php/896/Alfabetizacao_Cientifica_no_Ensino_Fundamental-_Estruturas_e_Indicadores_deste_processo_em_sala_de_aula.pdf>. Acesso em: 15 out. 2016.

SASSERON, L. H.; CARVALHO, A. M. P. de. A construção de argumentos em aulas de ciências: o papel dos dados, evidências e variáveis no estabelecimento de justificativas. Ciência & Educação (Bauru), v. 20, n. 2, p. 393–410, 2014. Disponível em: <http://ref.scielo.org/gwpgtz>.



PageLines